segunda-feira, 23 de março de 2009

desigual

Retiro o que disse
Tudo o que disse sobre amor
Um passo em falso
Já nada é igual
Um passo em falso
E começa o ardor

Toda a raiva
Toda a luta
Em vão
Agora choro de desilusão

Uma caminho duro
Esburacado
Tentei-o percorrer
E para minha surpresa
Saí a perder..

Choro...
Mas vencerei
Estou sozinho
Mas em mim eu sei
Que confio

Vou seguir, lutar
Perder, ganhar
Arrancar cada espinho
Em mim cravado
Agora sozinho
Mas nunca derrotado

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Um dia de cada vez

Envolve-me uma magia
Um ritual
Um olhar teu
E ja nada é igual..
Tanta coisa que baila
em minha mente
Tanto pensamento flutuante
Tanto para dizer
E mostrar o que se sente

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

...

Acordo de manha
Vejo o horizonte
Quando dou por mim
Já vou a meio da ponte
Sei onde vou
Sei o que fazer
E nao me canso, vou
Para viver
Para te ver...


Sol meu
Que brilhas
Para me veres rejubilar
Agora sim,
Ponho me a pensar
Que vou
Porque me guias
Todas as noites, todos os dias
E eu sonho
E penso
E traço planos


Mas o sol não dura
A noite fica fria, feia
Escura
Abate se sobre mim,
O medo
A dor
O desdém..

Resisto, luto e grito
Vem...

Sobe a tempestade
Agita se o mar..
E eu
Sem te conseguir encontrar

Guio me agora pela minha mão
Qual Vasco da Gama, Socrates ou Platao
E vou procurar
E lutar
Matar a saudade
Que agora sinto
Digo a verdade
Não minto
És tu...



Serás sempre

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Encruzilhada da vida...

Olho em volta
nada vejo
Estou só

a vida parou
e tu seguiste
fugiste
escapaste

eu chamei por ti
nao olhaste
apenas sorriste

ai! se pudesse voltar no tempo
fugiria tambem
aquele dia cinzento

nao olhaste
apenas sorriste
e deixaste me ficar

agora uma duvida resta
seguir ou esperar?


Sem esperança...

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Tu...

Pensando

E contemplando
Imaginando, sonhando...

Teu rosto,
Teu cabelo,
Tu propria deslizando

O teu ser, a minha inveja
nao deixo de imaginar um minuto que seja

E sigo...
E a minha vida geme
Por baixo de mim a terra treme
Quando te vejo

Teus olhos
Sedução
Teus labios
poesia

Tu...
Pura magia

e eu sigo pensando
Contemplando
Sonhando
Imaginando

E descanso minha alma
Enquanto tu segues..
Calma
E serena

Abro mao desta vida
Sem pudor
Sentisse eu teu fulgor
E jazia ali
Para a eternidade

Pensando em ti
Sonhando ter te aqui
Contemplando tua imagem

Mas é pura miragem...

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Sintonia...

Sintonia..
É ela
Que me guia
Pela escuridão da noite
Ou em plena luz do dia
Sigo, sozinho
Frio na cara
Desbravando caminho
E penso em ti...

Sintonia..
Quando acordo, quando me deito
Olho para ti
E para meu deleito
Sorris
E tremes, rasgas sorrisos, mordes lábios
Não há sequer sábios
Que te façam seguir
PElo caminho certo
Guiares te
Pelo que estás a sentir..

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Um sorriso basta

Estou feliz
porque sim
Foi um sorriso
Que me deixou assim

Olhei para ti
sorri de volta
meu corpo tremeu
senti
o chão estremeceu
comprovei
que gosto de ti
como nunca gostei
de ninguém

Estás em mim,
e escrevo de improviso
Deixaste-me assim
apenas com um sorriso

TEU....